AMO VOCÊ

A felicidade e a alegria
Unia-me a você.

Até hoje, não sei o porquê,
Mas a sua voz,
Deixava-me enfeitiçado,
Eu me sentia em equilíbrio,
Em um estado conexo...

Criava-se, natualmente,
Entre nós uma fantasia
Como se vivvêssemos
Num perene sonhar.

Lembro-me, você me pedia
Para eu conjugar
A primeira e
A segunda pessoa
Do presente do indicativo
Do verbo amar...

Eu conjugava assm:
- Eu te amo
- Tu me amas...
Era uma forma singela
De trocarmos
Palavras de amor...

Cadê você?
Você ainda se lembra de mim?
Uma cortina sem cor
Nos separa, obstrui nosso amor
Será sempre assim?

Tomara! Que eu tenha notícias suas,
Não suporto mais a incerteza,
Eu a você proponho,
Aparece no meu sonho.
E me diga que me ama!
Será uma esperança
Será bom para o meu coração.

Não me deixe
Cair na desilusão...


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de A a E