APOLOGIA A UM AMOR


Vejo em ti
O encanto as flores
E o jogo das cores
De uma noite
de amor.

Vejo em ti
A fonte de inspiração
De que necessita um poeta
Para falar
de amor.

Vejo em ti,
Sonhos e quimeras...
e a ternura vivida
Nos momentos
de amor.

Vejo em ti
A beleza, o fascínio,
O símbolo do carinho...
A síntese
do amor.

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de A a E