A REALIDADE

Nossa vida é uma caminhada,
Por trilhas das mais diversas,
Com retas, curvas e reentrâncias
Ou, ainda, com elevações...
Com vários atalhos,
E os seus óbices.

Sentimos nesse caminhar
Tocar a brisa suave na nossa face,
Mas nos bate, também a tempestade...
Encontramos a fria e interminável garoa
Mas, ás vezes a hecatombe do alude.

Nesse caminhar...
Passamos por tórridos desertos,
Mas, nos aliviam os jardins...
Que são os oásis da vida.

Temos manhãs de sol de esperança,
Mas, às vezes a bruma pardacenta,
Que nos traz tristeza...

Temos os abismos sem pontes,
Mas temos as serranias
Que nos amenizam

Temos árvores mortas, sem folhas,
Mas, temos bosques floridos.
Que enfeitam nossa alma.

Temos a imensidão agitada dos mares,
Mas, temos a placidez dos lagos.
Que nos faz sonhar...

Temos momentos de insuportáveis tristezas,
Mas, temos as lutas, vitórias e alegrias,
Que deixam felizes nossos corações

Temos momentos de tristes desilusões
Pelo abandono cruel de um amor,
Mas temos a dúvida... a incerteza
Que, ainda, nos traz esperança
E alivia nossa saudades.

E... assim
Segue nosso caminho...
Que teve começo, tem o presente,
Mas, é imprevisível o seu fim.

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de A a E