A SUA VOLTA

A última coisa que vi naquela tarde
foram as lágrimas que brotavam dos seus olhos...

Meu peito arfava...
Aquela cena da sua partida
foi um marco na minha vida...

Era uma tarde fria, sem brisa,
estavam tristes as flores,
parece que já sentiam saudades...

Não se via os passarinhos
Nem o canto do sabiá
Que anuncia os anoiteceres...

Isso faz tantos anos,
A força de um grande amor,
Deixa indelével a saudade...

Vivo assim amargurado,
Na expectativa do seu retorno,
Meu coração tornou-se um refém do passado...

(Tarcisio Costa)

Inicial
Poemas de A-E