A VERDADE, O CARINHO, A ESPERANÇA E O AMOR

(VERDADE)
A verdade amedronta,
Desnuda a mentira, a farsa,
É o verbo, evangelho da vida.
Para uns, pedras e espinhos,
Para outros, vida e salvação.
È tranqüilidade no coração.
Para o justo é desvelo...
Para o mau, perigo,
Medo, apreensão...

(CARINHO)
O carinho é doce, é o amar,
Adoça e suaviza os corações,
É serenidade, é antídoto da dor,
É o porta que acessa o amor,
É a doçura, é a meiguice,
É o oposto à pieguice,
É a sinceridade,
É a bondade,
É amor.

(ESPERANÇA)
A esperança é quase imortal
É, muitas vezes a tábua da salvação
É a virtude que dá prazer ao coração
É irmanada com a fé e a caridade,
É expectativa de amor e de verdade,
É indispensável à nossa vida
Fonte perene de alegria
É o oposto à tristeza
É sensação de paz
É beleza...
e poesia.

(AMOR)
O amor é a pura sublimidade,
É a presença do bem no coração,
É a felicidade total, não é emoção,
É a conquista absoluta do bem,
Não é um jogo de interesses,
É a vida na sua plenitude.
É um estado superior,
É o lenitivo da dor
É quietude,
É paz.

(Tarcisio Costa)

Inicial
Poemas de A a E