A VIDA EM UM SONHO


A vida é uma enredo, uma mescla
de alegria, tristeza, amor, paixão...

O olhar da vida é um ostensório que expõe o espírito,
às vezes carente, às vezes, difuso
ou com a pureza dos santos do éden celestial
ou com as incertezas de um purgatório.

Na vida, nesse drama,
sou um ator de uma escala indefinida,
no teatro da vida não sou o bom ator,
faço o papel triste do carente
na corte das rainhas do amor.

Minha vida é um navegar num barco
sem amarras que me prendiam à ilusão,
rompi o cabo da âncora que me fundeava em incertezas.

Essa é uma viagem que maltrata e crucifixa
este timoneiro de sonhos em vão...
Não vejo o ancoradouro, só vejo a agitação
da vaga desordenada
a destruir a ventura dos meus ideais,
conquistados com a força de um mouro
do decorrer da minha vida,
essa vida é o tempo, cheio de venturas e desditas...

E, como o meu, seguem tantos barcos
entre rosas e rosário dos santos,
entre lágrimas dos oratórios
dos sonhadores de peitos sob constrição...

Acordo com o sol a me iluminar
e a me mostrar
que tudo era uma miragem,
essa viagem que se instalou
no meu sonho.

(Tarcisio Costa)


Inicial
poemas de A a E