CONFLITOS

São fortes as cruzes,
parecem inquebrantáveis,
são, sim, insuportáveis...

A opacidade, sem luzes,
dificultam o meu caminhar,
fico sem enxergar
meu interior.

Cadê a força do amor?
Tudo é indecisão?
As dificuldades,
desvios das verdades,
levam-me ao degredo...

Não quero viver de sofismas,
abominam-me os segredos.
Parece ser pequena a minha fé,
assim, faltam-me carismas...

Mas a força da razão
supera a incontingência.
Bate no meu peito um coração
e tenho lapsos de inteligência,
atributos que me dão poder
para ultrapassar, romper,
quebrar as cruzes
da estrada...

Por que, não?
Acredito que, com certeza,
atingirei os meus ideais
que não são nada mais
do que a busca
da verdade!

(Tarcisio Costa)


Inicial
Meus
Poemas de A a E