SOBRE O AMOR

Às vezes amamos sem sermos amados; às vezes não
sabemos que estamos sendo amados. No entanto,
o essencial na vida é a prática do amor,
um privilégio da alma humana... O corpo, no amor,
é apenas instrumento da alma, apenas isso,
porque o amor não é um ato mecânico...
O amor é a essência do sentimento humano.
A piscada, o abraço e o beijo são impulsos mecânicos
que deliciam a alma... São o portal de acesso ao
amor lascivo, ao amor dos sentidos, ao êxtase...
Mas, amar é muito mais do que qualquer um desses
ritos, é um sentimento espiritual, é ação.
O amor só pode ser dimensionado pela capacidade
de se doar... O amor é singelo, espontâneo,
sem regras, mas com o peso e a responsabilidade
de uma missão.


(Tarcisio Costa)



Inicial

Crônicas