DEGREDO DO AMOR

Ida sem sentido, sem despedidas,
Dia triste, foi um momento de dor,
A tarde chovia lágrimas...
Sinto, choroso, falta do meu amor,
Agora, são ilusões perdidas...

Por que existe partida?
O amor deveria ser inseparável
Não é bom pensar-se em separação,
É um sofrer irreparável,
Que sofre o coração...

O amor fica nos refolhos,
Onde a alma esconde os seus segredos,
As partidas podem não ter retorno,
Mas, o coração é sempre o degredo
Do amor que partiu.

(Tarcisio Costa)

Inicial
Poemas de A a E