SEGREDO NO AMOR
Tarcísio R. Costa

Quatro paredes,
Triste silêncio na mente,
Que sempre está presente
No nosso viver...

Paredes, retângulo do mal
Que tanto maltratam a alma
O tal segredo é infernal,
Nos tira a calma...

O segredo
É o degredo da realidade,
Que leva à alma
Essa ignóbil imposição...

Para que segredo?
Por que essa violência,
É uma incoerência!

Fazer do coração um sepulcro,
Quando deve ser apoio, um fulcro
Em que se exponha a verdade!

Por que subterfúgios
E não a realidade?

Por que isso, no amor?
Como ninguém deve ser delator,
É muito mais salutar

Ao invés vivermos de segredos,

Trocarmos juras de amor.

**************************************************

AMOR É AMOR
Efigênia Coutinho


Dois corações sinceros, união celestial
Não há nada que impeça. Amor é Amor
Onde não encontra barreiras nem se
modifica ou teme a qualquer incerteza.
Amor é símbolo imutável, dominante,
Que vivencia a procela com bravura;
É corpo celeste girando no espaço
Cujo sentir se aprimora, lá nas alturas.
O Amor não oscila ao tempo, mesmo que
Seu ensejo não poupe sua juventude;
O Amor transmuta, renovando o existir...
Afirmando para eternidade fidelidade...
Com paixão, seu coração, forte brasão...
Forte ardor, há ardor mais forte que o Amor!?

Duetos
Inicial