O MEU VIVER
Tarcísio R. Costa


O meu viver não é uniforme.
Ele tem curvas e também linear,
Ele é altiplano e também depressão,
Ele é sorriso e também tristeza,
Ele é tumulto e também paz.

Ele não é soma, nem divisão,
Ele não é barro nem ferro-gusa
E nem a média de tudo...

Meu viver são fragmentos,
São “flashs” dos meus momentos.
Meu viver foi o ontem, ele é o agora
E poderá ser o amanhã...

**************************************************

O MEU VIVER
Eliana Duarte


Ele é igual a uma estrada,
cheio de retas e curvas,
longas e sinuosas,
recapeadas e cheias de declives.
Meu viver é perfeito e ao mesmo tempo imperfeito..
. Ele é polivalente, um, dia tudo funciona bem, mil maravilhas,
outro dia esta meio cabisbaixo, fica tonto,
não sabe que lado ir, mas vai... e dá certo,
se encontra e é iluminado.

Meu viver é longo, largo, cheio de anseios,
desejos, sempre querendo mais e mais,
sempre buscando e atingindo seus objetivos.
Meu viver nem é passado nem futuro e sim o presente.

Duetos
Inicial