INVERNO
Guerreira


Caminho de encontro ao inverno...
Mesmo sem me dar conta!
Será apenas a estação?
Ou a da minha própria vida?
Passos lentos, cansados
sem vontade de olhar para trás!
O dia cinzento, só torna tudo
mais triste e escuro!
Mas sei que se - pelo menos -
um raio de sol houvesse,
a sensação seria absolutamente igual:
apenas a de total inexistência
do colorido vivido, em epócas passadas!
Nos tornamos mais realistas
ou descrentes da vida?
Cansamos de seguir em frente
ou optamos, apenas, por parar
numa vaga qualquer,
de um estacionamento vazio,
da estrada percorrida?
Onde parei?
Porque cansei?
Apenas sei...
que desisti de prosseguir!

**************************************************

PRIMAVERA
Tarcísio R. Costa


Saí do inverno
dos meus desencantos,
atravessei pela primavera dos sorrisos,
vi flores enfeitarem os meus sonhos,
Penetrei no verão, onde o calor,
enlevou o meu coração,
senti amor...

Fui conhecer o outono,
fugiram de mim as belezas,
fiquei com dúvidas e incertezas,
Será que fugiram de mm meus amores,
Será que ficaram na primavera,
como as flores!

Dói o meu coração,
Vejo folhas caídas ao chão,
Cadê os mues amores,
Parece que se perderam as cores
Não quero viver na desilusão...

Quero, um amor eterno
Não que sofrer mais...
Chega agora novo inverno,
Ai quem me dera,
Se tudo fosse
Como a primavera.

Duetos
Inicial