"IDÍLIO DE AMOR"
Luli Coutinho


Brincaste
Em meu jardim
Vibraste
Romance carmim

Plantaste
Beijos em meu corpo
Enfeitaste
O prazer com teu horto

Tua boca
Na minha fez-se em mim
Arrepios de Sol
Com calor de jasmim

Aqueceste
O prazer de doces veredas
Tuas mãos
Ao percorrerem minhas sedas

A seda do meu vestido
Provocou teu cetim
Entre tranças de amor
Atamos laços carmim

Dedilhando um idílio
De amor em quilates
Canto teus olhos de bronze
Ao beberes os meus, cristais de jade.

**************************************************

"IDÍLIO DE AMOR"
Tarcísio Ribeiro Costa


Teu corpo é um jardim,
Eu sou o floricultor...

Ele tem a maciez das flores
Senti dele os seus olores,
Que me inebriaram...

Acariciei com meu nariz
As curvas do teu corpo
Sedutor...

Beijei o teu busto
Com ardor...

Senti
Do teu corpo venusto
O calor...

Amarrotei
a seda do teu vestido
Fiquei enlouquecido...

Houve uma aceleração
Eram a sístole e a diástole
Do meu coração...

Acordei pensativo,
Preferia desse sonho
Não despertar...

Quero-te só pra mim,
Sou um egoísta
Do amor...

Duetos
Inicial