SER CRIANÇA
Tarcisio Costa


Lembro de mim criança
a voar nas asas da liberdade,
pelas estradas de terra batida,
assustando a rolinhas amorosas
no aconchego dos seus ninhos...

Era assim a vida na fazenda,
lá não se conhecia a maldade,
corria-se atrás das galinhas,
entre gritos e gargalhadas.
isso era liberdade.

Ser criança é ser felicidade,
é não saber o que seja frustração,
é conhecer unicamente a verdade
é ser puro o coração...

Ser criança e ser natureza,
é como a singeleza de uma flor
ou trilar de um passarinho...
é simbolizar a ternura do carinho,
é ser doçura, singeleza e amor,
e ser querido por
Nosso Senhor.
Jesus disse:
"Vinde a mim as criancinhas,
a elas pertence o reino dos céus"

**************************************************

ALMA DE CRIANÇA
Nara Pamplona


As lembranças vêm soltas, alegres...
Uma criança de pernas longas e frágeis,
Mas que a vivacidade não deixava enfraquecer,
Fazendo traquinagens, estripulias...

Para espanto dos pais, embora feminina,
Gostava de atuar como goleira sempre
No time de futebol dos irmãos e amigos,
Sempre deixando a bola escapar e entrar no gol!

Com pés descalços ou com tamancos de madeira,
Corria pelas ruas,algumas ainda sem calçadas,
Com o coração enriquecido pela liberdade,
E pela ausência de grandes responsabilidades...

Nos quintais com árvores frutíferas,
Que enfeitavam os quintais dos avós,
Escalava-las com um pouco de medo,
Mas saborear seus frutos ainda verdes era um prazer!

Não existia maldade nesse mundo infantil,
Meninos e meninas brincando juntos,
Compartilhando brincadeiras sem rótulos,
Observando, aprendendo, sendo feliz....

Voltando a esse passado não muito recente no tempo,
Sinto meu coração ainda com vontade de brincar,
Se soltar pipas, de percorrer os verdes campos,
De sair às ruas e se banhar com água de chuva!

Ah! Minha alma com seu lado de criança,
Que não morreu, permanece intacta,
Alegre, desejando irresponsabilidades,
E somente brincar, ser feliz....

Duetos
Inicial