O Meu Silêncio
Raquel Caminha Matos


Meu silêncio foi à fórmula
que encontrei de fugir
do sofrimento desse amor impossível.
O meu coração já não tem forças para
pulsar dentro do meu peito.
Ele sofre demais com essa ingratidão,
por não poder concretizar, a nossa união.
Estamos presos a preconceitos, pois dizem
que amor como o nosso,
não pode florescer.
Na carência, nós ficamos a esperar,
não sei o que, para o nosso caso resolver.
Você chegou a pensar que lhe esqueci.
Não meu amor, impossível!
Quantas cartas escrevi implorando
que voltasse para mim!
Estava morrendo de tanto amor,
sentia medo que meu coração estourasse.
Ao ler o seu poema, implorando meu amor,
minha alma não suportando, chorou.
Por que viver nessa prisão, só porque foi
imposta por uma sociedade hipócrita, que
não entende as leis do coração!
Sonho com um amanhã de primavera,
você chegando à minha janela
com uma rosa ainda em botão.
Se esse amanhã acontecer, juro que
entregarei a você meu carinho, com todo fervor.
Deixarei de vegetar, pois sufocaram até nossas lembranças,
tentando nos afastar imaginando talvez que assim,
nós poderíamos esquecer esse louco e inesquecível amor.

Te amo... Te amo...Te amo.

**************************************************

A MINHA VERDADE
Tarcísio R. Costa


O teu poema despertou o meu coração adormecido...
Há no teu coração um equívoco, nunca deixei de te amar!
Agora, ajuda-me a romper as amarras dos preconceitos
que me prendem ao convencional,
Orienta-me... Diz o que devo fazer para te amar!

Não sei se estás sabendo!
nunca deixei que saísses do meu coração...
Desprende-te do passado, permite que eu te ame,
Assim, voltarei a sentir a felicidade...
Vamos bater a poeira das nossas dúvidas,
E tomarmos o nosso único caminho.
Vamos abominar a hipocrisia,
Como prova do meu amor, te escrevi esta poesia.

Quero acordar desse sonho, anseio pela realidade.
Quero conhecer o arquivo do teu coração,
Vem me ajudar, por favor!
Quero o teu amor,
Quero te amar,
Meu amor!

Quando o meu sonho se concretizar,
Desnudarei a minha alma, contarei a ti o meus sonhos...
Por isso, eu te proponho, vem conhecer o meu regaço,
Vem para os meus braços, quero revelar-te
todas as minhas fantasias e os meus desejos.
Vem, mesmo!
Eu te amo!

Duetos
Inicial