SAUDADE III
Tarcísio R. Costa

A saudade...
Maltrata o coração,
A alma sofre, se entristece,
O estado de ânimo padece
Mas, é a dor e o sofrimento,
Próprios de quem ama.

A saudade...
É como o espinhar de uma flor,
É o sentimento da contradição,
É o sofrimento por se ter um amor,
É a dor que, pela qual, todos clamam.

A saudade...
É o cintilar de uma chama
De amor, não é uma anomalia,
Como, também, não é uma fantasia,
É a mescla do sorriso e da dor.

A saudade...
É a presença da esperança.
Maltrata, mas, jamais, será só uma dor,
É até, mesmo, uma doce sensação,
É a certeza sagrada do amor.

A saudade...
Não tem nítida explicação,
Por que ela representa a felicidade.
Quem nunca sentiu saudade,
É porque, talvez, nunca amor.

**************************************************

SAUDADE
Rejane Pino

Tenho saudades de muitas coisas
Tenho saudades dos tempos em
que tudo era puro e doce
Saudades de um tempo
em que em tudo acreditava
Saudade da ternura em meu coração..
Saudades de uma vida que não segui o rumo previsto
que por sabe-se lá qual motivo
me fez endurecer e me proteger.
Saudade do tempo em que chorar
e sorrir eram coisas fáceis para mim
Saudade que hoje no meu peito aperta
e dói e sangra meu coração
Saudade do sonho,das ilusões e do amor
Saudades...

Duetos
Inicial