NÃO É FÁCIL VIVER ASSIM
Tarcísio R. Costa


Não é fácil assim,
A escrever versos de amor,
De um passado perdido no tempo...
Ele não retorna mais,
E eu batendo na mesma tecla,
Tocando a mesma nota
Já sem som...

O som emudeceu
No eco que não voltou,
Nem se sabe onde ficou,
Talvez, clamando no espaço,
Lá, onde iluminam os anjos do amor.

Como sinto dor!
Mas, o que fazer
Para poder viver
Com o seu amor?

Vou apelar para o meu santo protetor,

Para ele me ajudar
Eu saber procurar
Para eu encontrar
O seu doce amor...

Mas, se ele não quiser me ajudar
Entregar-me-ei à tristeza,
Vou viver com a saudade,
Não mais vou amar!

**************************************************

FIM DE OUTONO
Tonho França


Nuances de cinza pinceladas no firmamento,
densa e fria névoa serena sobre os telhados
as mesmas cantigas do passado,
pela janela observo o tempo
severo, ríspido, fugaz
e as marcas tão vivas em mim
você não mais
Dificil viver assim,
ainda tudo no mesmo lugar
intacto
difícil viver assim,
coração amputado
de mim.

Duetos
Inicial