ELA, UM AMOR PROIBIDO


Ela continua linda
Mas,me é proibida,
Gostaria de ,ainda,
Chamá-la de querida

Vejo-a todos os dias
Quando estou a sonhar,
Envolvo-me em fantasias,
Desejoso de amar.

A sua beleza
E vista pelo meu coração,
Pena! Tenho a certeza
De que tudo é ilusão!

Quando ela olha pra mim,
Flui aquela louca paixão,
Como posso viver assim!
Dói meu coração...

Assim levo a minha vida
A pensar, como viver sem ela,
Ela é a minha jóia proibida,
Sofro! Não posso dizer
O nome dela...


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de A-E