EU TE PERGUNTO

O que houve ?
O teu silêncio é uma ponte que nos separa,
Rompe, então, essa mudez...
E conhecerás a certeza
Do meu amor.

Sou um náufrago da solidão,
Preciso de socorro.

Sofre demais o meu coração.
Não consigo
Mais viver assim.

A saudade destruiu a minha paciência,
Cadê o nosso amor?
Volta logo para mim,
Salva-me dessa carência!

Quando voltares, terás o meu amor.
Comigo mora a saudade.
O teu silêncio é uma maldade,
Escreve-me, pede-te
O meu coração!

Ao escrever este poema,
Os meus olhos minam saudades,
Estou sob o tumulto da paixão,
Já não suporta o meu coração,
A dor da tua ausência!

Quando amanhã voltares,
Será indescritível a minha emoção.
Confesso, será outra a nossa realidade,
Livrar-me-ei da tortura da saudade,
Conviverei com a felicidade
Dentro do meu coração.

(Tarcisio Costa)

Inicial
Poemas de A a E