FIM DE SEMANA

Ainda bem que não choveu
O ônibus não atrasou
E você chegou!
Ainda bem que não choveu,
Vamos de mão dadas pessear,
Num bosque perfumado e florido,
Quero a você dar o meu amor,
Vivo aqui, assim, perdido
Nesta minha solidão,
Ressuscitou-se a alegria,
Animou-se meu coração,
É para você esta poesia!

Ainda bem que não choveu,
O resto conto só a você.

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de F a J