INDECISÃO

Falta-me serenidade,
Sinto-me perdido
No meu próprio caminho.

Não acredito mais no teu amor,
Isso transtorna o meu coração,
Vivo carente, sem teu carinho.

Vivo a pisar no rastro da nossa paixão,
Algo ficou obscuro no final da nossa relação.
Você sempre me dizia que me amava
E eu jurava que a queria para mim.

Agora, vivo assustado, assim,
Em um mundo de sonhos,
Ameaçado de uma
Curel desilusão.

Estou em uma encruzilhada,
Não sei qual o rumo a seguir
Para atingir o teu coração.

Por tudo isso vivo cheio de duvidas,
Confuso, baratinado, perdido
No meu próprio caminho...


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de F a J