"LAMENTO"

Que som lúgubre é esse
que me atormenta!

Será
dos desertos
ou dos abissais?

Não sei, mas
ouça!
Não são ais,
é um lamento
de cansaço,
carente...

Serão ruídos das estrelas,
com seus mistérios?
Ou, quem sabe,
Segredos transpirados
do silêncio
dos monastérios...

Ou será uma advertência
da minha consciência?

Com certeza
é a dor
a tristeza,
da ausência
de amor!

Meu amor distante,
Vem! Acalenta a minha dor,
Volta e toca em mim
e diz:
Eu te amo!

(Tarcisio Costa)

Inicial
Poemas de L a O