LEMBRANÇAS III

Sinto lembranças
que impregnam no meu coração,
marcas de um passado de amor,
que, entre a dúvida e a ilusão,
ferem a minh'alma de dor..

Flue tênue a esperança...
São momentos de sonhos
de ainda minimizar a minha dor.
Dominou a minha lembrança...
Um desejo de amor!

Tudo isso é a saudade,
a dor própria de quem ama,
um misto de sonho e incerteza...

Quero aquecer-me no teu calor,
A minha alma, assim, clama
a volta do teu amor.

(Tarcisio Costa)


Inicial
Meus
Poemas de L a O