MADALENAS

A falta da lua aumenta a tristeza da noite.
Longe, luzes multicores rompem a monotonia,
É a festa diária da prática do amor sem amor
No lupanar... local do engano e das ilusões...
Mulheres de origem perdida no tempo,
Sem identidade, fazem a festa da orgia...
São vítimas subjugadas à violência
Da hipocrisia de uma sociedade
Que as discrimina e as usa nas caladas da noite
E, em seguida, as descartam na lixeira dos excluídos...
Cada ação sem pudor é uma submissão ao sofrimento,
em que o prazer é a dor!

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de L a O