MEA CULPA

Vive em dúvida, a minha alma,
Paira sobre mim uma incerteza,
Não consigo esquecer tua beleza
Física e interior. Falta-me calma!

Tu foste a minha amiga querida,
Esquecer o meu erro, não é fácil,
Tua ausência para mim é difícil,

Sofro com a tua amizade perdida!

Estou aqui triste. O que fazer?
Está incompleta a minha realidade,
Não sei me explicar. O que dizer?
Devemos, aprender pedir desculpa,
Isso, proponho pela tua amizade,
Bato no meu peito, numa "mea-culpa".


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas DE L a O