MEU GRITO


Gritei!
Foi um grito de amor,
Já não suportava a impaciência
Que dominava o meu ser...

Pedi ajuda aos céus,
Pedi clemência.
Pode parecer
Uma incoerência
Da minha alma,
Mas, perdi a calma
E, atônito,
Blasfemei... Blasfemei...

Gritei
Aos quatro ventos
Senti feridos, os meus sentimentos,
Gritei, gritei...

Uma nuvem negra interceptou
O meu clamor,
Não foi ouvido o meu eco de dor,
Perdi, assim,
Quem mais amei...

(Tarcisio Costa)


Inicial
poemas de L a O