NA PRAÇINHA DA MATRIZ

Como é lindo o nosso amor,
Como é bom receber os seus carinhos
De mãos dadas procuramos a felicidade.
Quando você me olha e me diz: Eu te amo,
Sinto no meu peito uma opressão!
Quando me abraças e me beija
Desassossega-se o meu coração.

Juntos na pracinha da matriz
Entre jardins, do nosso interior,
Tudo o que você me diz
Tem o perfume de flor...
O seu olhar me dá hipnosia,
O seu abraço aquece meu coração,
Quando lhe faço uma poesia
Você se enche de emoção...
Quando de você recebo um beijo
Sinto a força da afetividade
Fico desnorteado de desejo,
Isso é o que chamo felicidade.
À noite, ao de você, me separar,
É um momento que sinto dificuldade.
Não consigo me conformar,
Fico morto de saudade...


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de L a O