NOITE DE FANTASIA


Manhã sombria, violada
Pelo raios do sol inclemente,
Para invadir pelas frestas do teu pensamento,
O segredo dos teus olhos de sedução...

Gotas cristalinas abortadas do coração,
Revelam, sonhos, a emoção
De uma noite de fantasias...

Uma chuva tênue
Escorre pelo vidros transparentes
Da janela da tua alma
E entre o silêncio e a calma
Revelam, nessa tristeza,
As tuas saudades...

(Tarcisio Costa)


Inicial
Meus
Poemas de L a O