NO SILÊNCIO DAS CORES

Procuro-a entre as flores...
Lá, encontro tranquilidade.
Ela está lá entre os colibris
E as borboletas na mescla
das cores...

Sinto profunda paz interior,
Ao sentir o perfume das flores
Vejo-a no silêncio das cores,
Sinto um mundo de paz
interior...

Ela vive distante de mim,
Meus olhos não a podem alcançar,
Mas o meu pensamento
Vai onde ela estiver,
Afinal quero ser seu homem
E ela minha mulher!


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de L a O