NOSSA ÚLTIMA NOITE

Meu amor,
Não sai, em um só momento, sequer,
Da minha lembrança,
Aquela nossa última noite...

Lembro-me...
Dos seus olhos semicerrado,
Da sua boca entreaberta,
ofegante,
Dos seus cabelos em desalinho,
Das suas coxas
Distraidamente nuas,
Os seus seis durinhos de desejo,
Do seu corpo a exalar
Um cheiro de amor,
Dos seus braços a se darem
para mim...
E eu ao seu lado a lhe dar
Os meus carinho.

Meu amor, é assim
Como me lembro
Daquela nossa última
Noite de amor...

Me diga, o que fazer,
Se rompemos todas nossa juras?
O que fazer!?

(Tarcisio Costa)


Inicial
Meus
Poemas de L a O