NOSSOS SENTIMENTOS

Ninguém jamais pôde esconder
O que se passa na nossa alma,
Lá estão os nossos sentimentos
Que significam a nossa verdade,
São acontecimentos que vão
Da frustração ao amor...

É impossível esconder o que está na alma,
Porque os olhos os expõem,
Seja através de um brilho cintilante,
Ou pelas lágrimas que brotam
E nos deixam enternecidos,
Cheios de amor...

O amor é o sentimento por excelência
Tem doçura, tem sutileza e é cheio de magia,
Mas às vezes revela-se quase inconcebível.
Só o poeta sabe revelá-lo na poesia.

O amor é entendido
Por quem ama, o vivencia...
Nele, não há limite, é imensurável,
Ele tem a leveza de uma flor,
Mas tem a violência da paixão.

Ele é ternura, é alegria...
Há uma alternância de alegria e de tristeza,
Isso acontece nos momentos de incerteza,
Há as variantes e paradoxos nessa realidade.
A alegria está presente no devaneio,
A tristeza no momento de saudade.

Mas tudo é passageiro... efêmero,
O segredo é o cerne da questão,
Resumido nas palavra: amo
e coração...

Mas, numa acurada avaliação,
O amor é mais do que um sentimento,
É o sacramento que tem a força
De fazer renascer nova realidade,
Que revigora o coração...
É, também, encanto...
É felicidade!

Hoje, longe do meu passado
Em que pude viver tantos amores,
Embora estejam impregnados no coração,
Por serem vulneráveis, o tempo os destruiu.
No amor, é outra controvérsia essa realidade...
Ele pode, sim, ser destruído pelo tempo
Mas, á qualquer momento renasce
Nas nossas saudades...

Tarcisio R. Costa

Inicial
Meus
Poemas de L a O