NOVA CHANCE

E assim, como um sonhar,
aconteciam os nossos encontros,
eram tantas as palavras de amor
que fluiam dos nossos corações,
eram tantas as promessas e jura
de fidelidade,
e tantos eram os devaneios
que alimentavam as nossas ilusões
e faziam nascer nossas
fantasias...
Mas, infelizmente, tudo passou,
tudo mudou,
já nem sequer sorris para mim,
parece que nem te lembras
que um dia me amou...

Isso é uma triste realidade,
sofro muito, assim, meu coração
atormentado pela saudade
e ameaçado pela
desilusão...

Peço-te, humildemente,
para pelo poder do perdão,
eu ainda ter a chance
de ter o teu amor...


(Tarcisio Costa)


Inicial
Meus
Poemas de L a O