O DIA

O dia é uma convenção
mecânica... é do tempo, uma unidade.
Mas ele é muito mais...
Na realidade, como data, registra as nossas ações.

A data, lembra a tristeza da saudades
do início ou do fim de um amor...
de uma paixão.

O hoje tem manhã de esperança,
tem a monotonia do entardecer,
tem os mistérios da noite...
Tem instantes de inspiração...
Tem poesia...

No nascer de cada dia
os pássaros deixam os seus ninhos,
Levam ao arvoredo recitais de alegria...

O dia é o hoje... O hoje é o agora...
O agora é vida...
O ontem foi dia, que se perdeu no ocaso...
O amanhã não sei se terá a aurora,
Nem o horizonte, nem a fonte...
Da minha poesia.

Tarcísio Ribeiro Costa

Inicial
Meus
Poemas de L a O