ACREDITA

Diz-me baixinho, no meu ouvido,
O que os teus olhos querem revelar,
Parece que estás cheia de dúvidas?
Saibas que vives no meu coração.
Por isso, rasga o véu da tua tristeza
E vive comigo uma linda emoção.

Rememora o passado,
Lembra das nossas noites de amor,
Que, molhado pelo suor do teu calor,
Tomava-te nos meus braços,
Deitava o teu corpo no meu regaço
Mergulhávamos no mundo da sedução.
Beijavas-me, sempre pegada à minha mão
E com o teu busto sobre o meu peito,
Era um momento perfeito
Para vivermos o nosso amor.

Por isso, volta para o nosso ninho,
Acaba logo com esse meu sofrimento,
Quero sentir a ternura do teu carinho,
Quero ouvir o som do teu murmurar.
Quero que, em nenhum momento,
Percas o desejo de me amar.


(Tarcisio Costa)


Inicial
Meus
Poemas 1