POETA DAS FLORES E DA SAUDADE

Será que sou um poeta
ou apenas uma pessoa que sonha?
Já me chamaram de "`Poeta das Flores";
Alguém reclamou que "falo muito de saudade";
Alguns me elogiaram ao dizerem que gostam do meu lirismo.
Mas,também, há os que recebem os meus escritos
E nada dizem, preferem o silêncio!
Aqueles que falam das minhas saudades,
Com certeza, como eu, tiveram uma vida de amores,
(mesmo platônicos, quem sabe virtual),
Há os que me chamam de "Poeta das Flores",
com certeza, como eu, também gostam das flores.
Esses são os o quês da minha interrogação!
Os meus versos são singelos, coisas do meu coração!
De ímpeto, escrevo coisas assim como estas estrofes,
E as releio...
Sempre me refiro a coisas do coração,
Flui da minha alma uma sensação
De agradecimento.
Mas, por que tanta indecisão na minha poesia?
Paro, penso... Releio o que escrevi,
Faço uma auto-avaliação.
Tomo uma decisão, quanto à minha poesia...
Enquanto eu sentir a beleza das flores,
E o meu coração sentir saudade,
Não fugirei da minha verdade,
Gostarei de ser o "poeta das flores"
E de escrever sobre as minhas saudades!


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T