RITUAL DO AMOR


A sensualidade do teu corpo
Sob a égide do meu frágil inconsciente,
Conturba e envolve a toda a minha mente.

Penetro no mundo quente da sedução,
Fico sob o total domínio do meu coração
Acolho-te, com amor, nos meus braços,
Deito-te, com carinho, no meu regaço,
Sinto uma ternura sem igual...
E nesse nosso ritual,
Sinto a força do teu calor.

O mundo parece sumir da minha frente
Nesse instante, tudo o amor consente,
Fico em um estado semi-inconsciente ,
Sinto acelerar-se sem ordem meu coração,
Entro em um estado de inércia e de torpor,
Atinjo nesse doce e "caliente ritual,
O prazer do ápice do amor.

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T