SEPARAÇÃO

Não posso esquecer aquelas noites de luar,
Em que juntos fazíamos promessas de amor.
Momentos em que, feliz, podia sentir o teu calor,
Fazendo crescer em mim o prazer de te amar.

Realizada a nossa tão sonhada união,
Fruto de sonhos, fantasias, abraços e beijos,
Cegos de emoção, no ápice dos nossos desejos,
Vivíamos implicados no mundo da paixão!

Tudo foi efêmero, nosso amor chegou ao fim,
Causando um impacto terrível nessa vicissitude,
Senti a falta dos teus beijos e, como um alude,
O mundo pareceu desabar sobre mim.

Mesmo sofrendo assim,
Creio que o teu o coração cheio de dor,
Como o meu, não esqueceu o nosso amor,
Construído com promessa de não ter fim.

Hoje, pensando em ti, passo horas assim
Com saudade de todos aqueles momentos,
E de mim não se afasta o pensamento
De que um dia voltarás para mim

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T