SINTO A TUA FALTA

Quero embalar-te nos meus sonhos,
Quero que sejas o leme das minhas fantasias,
Quero que no amor se unam os nossos corações,
Quero, também, que me devotes o teu amor,
Quero, ainda, ser a fonte das tuas ilusões...

Olha-me, como nos meus sonhos te vejo,
Sempre com muito amor, encanto e ternura,
Quero que os teus encantos enfeitem a minha vida,
Que me tenhas, como a fonte única do teu calor,
Quero que a brisa ao tocar na tua face sussurre
Nos teus ouvidos meus cochichos de amor...

Vejo-te em um mundo de quimera,
Penso em ti como uma princesa de sonho,
Às vezes, me entristeço e penso, quem me dera!
Ter para sempre tua afeição,
Por isso proponho,
Atende, por favor,
Os reclamos do meu coração
E esqueçamos tudo
E mergulhemos no amor.

Vejo no silêncio das minhas noites insones,
Como em um flash, ou uma fotografia,
O meu mundo cheio de fantasia,
Vejo-me contigo em um ninho
De amor e de carinho...
Sinto-me aquecido pelo teu calor
Pareço viver num mundo feito de ilusão
Bate, palpita, insistentemente, o meu coração,
Sentido a carência e saudade do teu amor!

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T