SINTO A TUA FALTA II

Vou implorar á minha musa,
para me emprestar as suas asas
e com elas partirei à tua procura...

Quando aí chegar,
entrelaçarei os meus braços,
dar-te-ei mil abraços
para matar as minhas saudades...

Sinto a tua falta...
Faz tanto tempo que o meu coração
reclama a tua presença...
O desejo que alimentas de me ver
e a minha ansiedade de te ter,
é uma feliz coincidência.

Vamos nos encontrar
e pedir para o céu nos ajudar,
de preferência, numa noite de luar,
e, assim concretizarmos
os nossos sonhos....

Vamos expulsar a saudade,
Com ansiedade, te proponho.

Quando contigo falar,
vou ler uma poesia
escrita sob a tua inspiração...
Ela fala de saudade e de alegria,
e da esperança de te encontrar,
será um presente do
meu coração.


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T