SONETO SEM RIMA


Meu soneto se esconde
Em quatorze versos
Sem nexo...
Vêm não sei de onde.

Eles são inversos...
Existem versos
Sem rima... Os convexos
São femininos...

Tem os sem sexo
Que seguem sem rumo
Caem nas bocas de lobo.

A vassoura da madrugada
Varre impiedosa
Os meus sonhos...

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T