html> sonhos


SONHOS

Saio pelo o mundo afora
Como um andarilho da saudade,
Procurando os momentos vividos,
Lembrando dos amores perdidos,
Fugindo, triste, da minha verdade,
Até aportar na estação da realidade,
Onde só encontrei a solidão.

O passado era essa estação,
Causa principal da minha saudade,
Fonte geradora da minha ilusão.
Quero prosseguir no meu caminhar,
Até um dia, quem sabe, encontrar,
Os meus antigos amores desfeitos,
Talvez, vivendo como eu, na solidão!

Sei que tudo são sonhos...
São sonhos o meu caminhar,
Como é sonho eu querer encontrar
Os meus momentos outrora vividos,
Que hoje me causam tantas dores,
Pois foram esses meus amores,
As minhas desilusões.

Sei que tudo é passageiro,
Um dia terei que voltar à realidade,
Enfrentar o quanto é dura a verdade,
Terei que raciocinar sobre o meu presente,
Reativar as minhas ternas emoções,
Transformar o meu constante sonhar,
No mundo encantado das ilusões.

(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T