ACREDITA

Sou a Natureza Sou o encanto do amanhecer, Sou a tristeza do arrebol, Sou a alegria do sol, Sou a fonte do viver. Sou o jardim, sou a flor, Sou a mata verdejante, Sou o deserto distante, Sou o som, sou a cor. Sou, dos lagos, a serenidade, Sou, dos mares, a imensidão, Sou o distúrbio da erosão, Sou da brisa, a amenidade. Sou o pássaro no ninho, Sou o canto do sabiá, Sou o direito de amar, Sou a vida de carinho. Sou a paisagem do horizonte, Sou a terra sem retoques, Sou o silêncio dos bosques, Sou a singeleza da fonte... Sou a borboleta adejando, Sou, do arco-íris, as cores, Sou o jardim, sou as flores, Sou as estrelas cintilando. Sou do futuro, a incerteza, Sou o homem, imagem do Criador, Sou produto originado do amor, Sou sonho, sou beleza, sou amor


(Tarcisio Costa)


Inicial
Poemas de P a T