VERDADES DE QUEM AMA

São tantas as marcas indeléveis no meu coração,
Quantas as belezas da minha vida de amor.
Um dia bateu em mim o vento da desilusão
E quase tudo na minh'alma apagou.
Ficou o meu viver à mercê da saudade...
Eu pergunto, por que há mais de uma realidade?
Se é indestrutível a verdade!

O amor é o sentimento por excelência,
Sem amor a vida perde as suas cores,
Já não sei onde andam os meus antigos amores,
Não quero viver submisso a um mundo desolado
Quero o amor em mim ressuscitado,
Para não me perder na solidão...

Quero os meus olhos com lágrimas de alegria,
Assim o meu coração pulsará forte,
Sentir-me-ei feliz ao não viver na nostalgia,
Resta-me reencontrar o meu norte,
No mundo da poesia.

(Tarcisio Costa)


Inicial
Meus
Poemas 2