VOCE É O MEU AMOR

Quem lhe falou a inverdade
De que é falso o meu amor!
Tenho um trato com o meu coração,
Trair-lhe seria uma incoerência,
Tenho necessidade
Do seu amor!
Não quero ter a lacuna
Da sua ausência.

Por que, então,
Não vem falar ao meu coração
Sobre as suas dúvidas e incertezas!
Eu vivo de plantão, espero por você!
Não quero ter a culpa do seu sofrer.
Imploro-lhe, diga o porquê
Da tua indiferença.

Esse seu afastamento leva-me ao desespero,
Fico horas a recordar,
dos nossos momentos de amor!

Minha vida sem você, é como um jardim sem flor,
Uma manhã sem sol, sem o escarle no arrebol
É insuportável viver sem o seu amor...

Raciocine... Nosso caso é diferente,
Mas, não sei, se você sente
Por mim o mesmo amor!
Não sei, quero saber,
Só assim melhorará o meu viver...
A dúvida maltrata qualquer coração,
Dê um "stop" e você vai ver

Como tenho razão!

Tarcísio Ribeiro Costa

Inicial
Meus
Poemas 2